"Trouxemos a preocupação com essa redução, que, se não for resolvida, vai levar o sistema a parar a partir do dia 5 de março, com exceção apenas nos horários de pico", disse.  ministro está ciente do problema e disse que tem realizado ações junto ao ministérios da Fazenda e do Planejamento para recompor o orçamento destinado à operação do sistema, como aconteceu em 2017.  

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of
Fechar Menu