Financiamento do FUNGETUR para formação e a capacitação de profissionais de turismos pode se tornar realidade

O Fundo Geral de Turismo (FUNGETUR) terá R$ 166,6 milhões em 2019 – um incremento de mais de 285 por cento em relação a 2018 (quando o orçamento do fundo ficou em R$ 43,2 milhões). Os recursos são restritos à infraestrutura turística. Projeto de Lei (PL 7339/2010 ) do deputado Fábio Faria (PSD-RN) pretende, porém, ampliar o leque de investimentos do FUNGETUR, alcançando também as áreas de formação e capacitação dos profissionais de turismo.

Para o parlamentar, a qualificação profissional é uma ação estratégica para a otimização do trade.

“Todos sabem e todos concordam que o desenvolvimento do turismo não só depende da disponibilidade de infra-estrutura; é amplamente aceito que um hotel, ou restaurante, ou parque temático, ou qualquer outra infra-estrutura de turismo, caso não disponha de profissionais competentes para prestarem um serviço que atenda às exigências dos turistas, estará fadada a não se desenvolver”, avalia Fábio Faria.

Dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) confirmam – e justificam – a preocupação do parlamentar. Os números levantados mostram que boa parte dos profissionais do turismo têm formação deficiente.

No setor de alimentação, por exemplo, apenas 1,8 completaram o ensino superior. No segmento alojamento (hoteis, pousadas), 25 por cento dos profissionais não passaram do nono ano do ensino fundamental.

Critérios restritos
Atualmente, o fundo financia empresários do turismo para investimentos em infraestrutura básica do trade – entre os quais figuram projetos de construção e reforma de hospedagens, compra de equipamentos e transporte.

A ampliação dos critérios – através do Projeto de Lei proposto por Fábio Faria, alterando a Lei nº 11.771/2008 que dispõe sobre a Política Nacional de Turismo – está em tramitação na Câmara Federal e já recebeu sinal verde das comissões de finanças, turismo e transportes. O próximo passo é o parecer da Comissão de Constituição e Justiça.

O que é o FUNGETUR
O FUNGETUR é um instrumento de política de investimentos voltado para a melhoria da infraestrutura turística, fornecendo a base para dinamizar a vocação turística das regiões.
Os objetivos do fundo são:

Proporcionar créditos competitivos para os empresários do ramo de turismo;
Apoiar a infraestrutura básica;
Gerar renda;
Aumentar a oferta de empregos diretos e indiretos; e
Proporcionar o desenvolvimento do turismo.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of
Fechar Menu