Gigantismo da internet e as crianças: o controle parental

Cerca de 30% dos brasileiros ainda não têm acesso à internet. Esse é um dado preocupante. Contudo, os demais 70% possuem acesso à chamada Grande Rede. Esse é um dado auspicioso, embora também preocupante. O significado da Internet para os dias de hoje é enorme, em um mundo em que não se consegue mais imaginar a realidade sem essa enorme rede de conexões entre computadores transacionando informações e conhecimentos em geral para toda a humanidade.
Uso da internet
O uso da internet transformou-se em questão vital para a humanidade. Milhões de postagens a cada segundo com ciência ao dispor de todos, áudios e podcasts, imagens em vídeos, fotos, gifs, desenhos etc, tudo disposto em documentos que se inter-relacionam por meio da World Wide Web (WWW), redes ponto a ponto (peer-to-peer) e correios eletrônicos que chegam diretamente às telas de bilhões de rádios plugados na rede, computadores, smartphones, notebooks e smartvs, manejados por outras 4 bilhões de pessoas espalhadas nos quatro cantos do planeta.
Perigos da internet
Para além da maravilha que é a internet, pela sua grandiosidade e serviço prestado à humanidade, ela também tem seus perigos, que não são poucos. Não falo apenas dos vírus, em seus vários tipos, dos spams, na forma de mensagens praticamente impostas aos internautas, nas páginas falsas, que levam o navegante aos mais diversos perigos, nos e-mails maliciosos, que transportam vírus e outros malefícios, nas pessoas mal-intencionadas, contadas na casa dos milhões, pelo mundo afora.
Aliás, são essas pessoas mal-intencionadas, protegidas pelo anonimato e dotadas de grande poder de persuasão, que se constituem num dos grandes perigos da Internet, particularmente a uma parte considerável dos internautas, parte, esta, imensamente vulnerável e capaz de consumir o mal por absoluta ingenuidade: as crianças.
Crianças na internet
Não é exagero dizer que as crianças de hoje praticamente já nascem teclando. Elas são totalmente nativas digitais e ávidas de curiosidade para navegar pelo imenso mundo da internet e dos jogos. Crianças ainda com 1 ano de idade já recebem celulares e teclam com a maior rapidez no mundo dos jogos eletrônicos, feericamente coloridos e cheios de sons atraentes.
Segundo estudo realizado pela organização britânica Internet Matters do qual participaram 1.500 famílias, foi descoberto que, hoje em dia, 48% das crianças de 6 anos fazem uso das novas tecnologias. E mais: 41% delas acessam a internet sem nenhuma supervisão dos pais. Nesse caso, ficam sujeitas a todo tipo de abordagem, muitas das vezes feita por gente inescrupulosa e, frequentemente, de instinto assassino.
Controle parental na internet
Em função disso, é que se multiplicam os sistemas de controle parental, a permitir que pais e educadores exerçam o direito de proteger meninas e meninos, principalmente nos itens segurança e privacidade, ou seja, aqueles itens que mais atormentam parentes e professores, de uma maneira geral, com relação aos pequenos.
Por esses meios, é possível selecionar os tipos de jogos aos quais as crianças terão acesso (respeitando condições pré-estipuladas com base em faixas etárias), determinar o tempo que elas podem permanecer jogando, limitar e monitorar gastos on-line, enfim, determinar mecanismos de controle sobre o acesso à Internet, incluindo os inúmeros espaços para conversas em tempo real, os chats.
Cabe aos pais, portanto, ter o maior cuidado do mundo com a navegação de crianças pela Internet, uma vez que os danos a serem causados pela presença dos perigos a que nos reportamos podem, além da perda da vida, causar danos que seguirão com a criança pelo resto de suas vidas.
O que pode ser feito:
seleção de faixas etárias permitidas às crianças;
controle e monitoramento das compras digitais efetuadas;
limitação ao acesso à Internet através da aplicação de filtros;
controle da quantidade de tempo gasto pelas crianças jogando;
controle dos níveis de interação (chat) e trocas de dados (mensagens de texto).

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of
Fechar Menu